Em comunicado, a Junta de Freguesia de São Pedro informou que a esmagadora maioria dos serviços que eram prestados no balcão dos CTT da Calheta, que agora irá encerrar, passarão a ser prestados na sede desta Junta de Freguesia.

Reproduzimos na integra o comunicado:

 

Comunicado da Junta de Freguesia de São Pedro:

Vem, a Junta de Freguesia de São Pedro de Ponta Delgada, por este meio, e após reunião de junta realizada no dia 26 de Janeiro de 2018, pelas 18H, na sede da referida junta de freguesia, comunicar o seguinte:

1. Tendo em conta que foi declarado pela administração nacional dos CTT o encerramento de 22 lojas em todo o país, sendo que uma delas é a da Calheta, na Freguesia de São Pedro, em Ponta Delgada, São Miguel, Açores;

2. Tendo em conta que esta intenção de uma entidade privada (com capitais nacionais e internacionais) já fez encerrar, até à data, 8 das 22 lojas em causa, e que já existem acordos com mais 3 ou 4 entidades públicas (entenda-se juntas de freguesia e câmaras municipais) para que as mesmas sejam transformadas em postos de CTT nas referidas sedes das mesmas entidades, com as devidas contrapartidas financeiras daí advidas e com o serviço prestado às populações assegurado;

3. Tendo em conta que o mais é certo é, perante todos os factos apresentados até hoje e perante o cenário que se está a desenvolver a nível Portugal Continental e até Região Autónoma da Madeira, o encerramento da loja CTT na Calheta na Freguesia de São Pedro em Ponta Delgada;

4. Tendo sempre presente que a Junta de Freguesia de São Pedro sempre afirmou, desde a primeira hora, que teria um plano B para que a população da freguesia não ficasse sem este serviço essencial mesmo que o pior viesse a acontecer, ou seja, o encerramento da referida loja;

A Junta de Freguesia de São Pedro, perante isto, em reunião, decidiu entrar em acordo com a direcção regional dos CTT para que a esmagadora maioria dos serviços prestados pela loja CTT da Calheta (todos menos os reembolsos de passagens e os avisados, este últimos durante apenas os primeiros tempos), fossem transferidos para um posto de CTT que funcionará na sede da Junta de Freguesia de São Pedro, sita à Rua Manuel Amaral Mendonça, 38, Laranjeiras, São Pedro, Ponta Delgada.

Esta alternativa, apesar de ser aquilo que é, uma alternativa compensatória, servirá para que a população de São Pedro não perca este serviço essencial assente na sua freguesia e que distará a uns meros 250 a 300 metros da actual localização (em vez dos quase 1500 metros que distariam do posto mais próximo – Vasco da Gama -, ou do Posto Galp das Laranjeiras que serve só quem tem automóvel e facilidade de locomoção).

De salientar que a sede da Junta de Freguesia de São Pedro é servida por uma paragem de Mini-Bus, da linha C, na Rua Dr. José Maria Caetano de Matos, a mesma linha que serve grande parte da freguesia de São Pedro, inclusive a Calheta (São Gonçalo, Laranjeiras, Avenida Dom João III,…). Da paragem em questão basta atravessar a rua e está-se na sede da Junta que oferece acesso a pessoas com dificuldades de locomoção e instalações sanitárias para as mesmas.

Neste sentido o atendimento da Junta de Freguesia será alargado passando das actuais 16H às 19H, para as 13H30 às 19H, tanto para questões relacionadas com a Junta como com os CTT. Na sexta está a ser estudado um horário mais diminuto de atendimento e apenas para os CTT.

Prevendo um grande aumento da afluência aos serviços da sede da Junta, foi deliberado recrutar, ao abrigo de um programa do Centro de Emprego, mais um administrativo para auxiliar as duas administrativas que já prestam serviço na Junta.

Após realização de várias contas, chegou-se à conclusão de que, mesmo que exista uma diminuição de cerca de um terço na afluência ao posto a instalar na Junta de Freguesia em relação à loja CTT na Calheta, a Junta não perderá ao nível financeiro, estando garantido a sua viabilidade económica.

Em último lugar convém dizer que para a Junta de Freguesia de São Pedro o objectivo principal desta batalha sempre foi a manutenção da loja CTT na Calheta e a aceitação do posto CTT na sede da Junta de Freguesia é apenas um mal menor que visa não deixar mal a população de São Pedro, assumindo, esta Junta de Freguesia, este encargo e função, para que o mínimo de conforto e de acessibilidade a quem mais dificuldade tem, na diferentes deslocações aos serviços dos CTT, seja assegurada e para que os muitos milhares de habitantes desta freguesia continuem a usufruir de um serviço essencial para todos.

Neste sentido, o abaixo assinado que ainda circula assumirá os contornos de um voto de protesto da população em sintonia com a Junta e salientará a falta de responsabilidade social que a empresa CTT demonstrou em todo este processo perante a nossa população.

Pela Junta de Freguesia de São Pedro
O Presidente

José Manuel Leal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here