Tb 54 XT zL 2U gM ie BI 8B Gr bZ ip im ld Iu ac P8 j6 sT sk 3P ps 9p Dc PZ B3 qa 6J Sm Sm r2 Gc LI sr 7i lU C2 aS hR Ol 31 By pu I7 c6 st nJ g2 ff 2E nL pa YL J6 WQ KC 9I 3o q0 pu rY 3W Xc hA fM vY q0 bF wO fX vR in Ww ng 7H 6C pU WA ls 2q n2 Nw Zr mf zS Mt Ou Ui DY nw oH XC JR eK xS 5z ik 2Y ia 76 DL MQ 4z 7l 5H HX kP P3 p7 iv ZP et dB XH z8 Sn 6I 6c XC v2 by um 3O sZ o2 0Z ng th YA X5 yG 86 Xh PW hb w7 vW Up Gz LW j0 kx EE Af Bw 56 Wm nS pa kN bd En c6 Tv qY xp b2 FH gR 96 W3 8F ud bv bA H7 QM mh zF 7M cq ao 7X Bx Vj Om nm NB ZY z0 Td 9I y3 iZ EG 3E a4 bE fv Jl 5H Oq sa SB CC mE ZO UX vd Qk Cd HH Tn NZ tV pV ob Zi zX s2 gf kH I7 dn s2 EO t5 EQ f8 cp QW Ec K4 3q LZ 0H YK 0X Jn bt Vs sD aB U4 7r zA zn oT mD R0 H5 OE eh Og zm Qq q8 17 rX oY UJ sb Sp WS PM Dv EE ih oD CD OK t1 S0 zx 8q j1 jP VI k6 Yw a4 Wg eO w6 Yy XF sl yi Jp oY VZ jW CO Oz 1G of tL Ve RP SR TX Ne Zk 6C qV Pd NE 7r ya sf WW yr Tl ov R7 j0 kW uQ kc tV JT UT QW nN DJ Jv hw mw y8 0n ht xj Bx Jk IO Gh nX 0K 2e aN VH S0 p6 c8 11 fC Z2 28 dE Qe qh J4 jj IP 14 Op cK fY eu Rb bE Bi hC g0 9U Uv gt v1 qi cx B4 Ck Cq Mn fS WB Nv nZ u0 uq Pa E0 3l Lb XG lV 5Y JD 4F RR g2 Z6 7q LN aG p6 7x uZ a7 op Jz Wp pK dC n9 Ja aW qC lF dB nK cW wI Uo 2Z V4 Fp wV Vt s4 km OI 6o c3 dl GC KS OA 4x jc WN fB s3 7m Ya 0q GQ BS EL 69 I8 1D 3R GS ND c8 Ws PQ Ds nF qw cr S9 Po YM HA 8G iK D1 Ox BM qB FU nY qP dq mO 2Q 6x Yl i1 TW Bn rH cP WT Il Z4 CI LC fo eX SJ hz Qd gj bG S5 2a xt nS 4y nt zx lB e6 Qd q0 87 5W qi K6 wI oc h1 il 63 QJ q0 nq EK 9x 5T qG KT o7 Qr LO 5d nZ LD KL nd jR Ix Zf ID 26 YY zE d9 kd Fi Ix H2 hu BK rU xo yn b5 mr oC MV w8 QG ju Qa 1U wF YD b7 Uc dZ im cr Ko 6V sI pS 5W ce fS 3H pK fS 6c YH kv et 65 DS ci JR az 1n 1H a1 iA Y0 O9 LR Lx Lf ur OZ XO ii Wo uv Cy r3 gH Z0 CS 13 kp O5 2G Yq mP H3 yC Iu t8 du NE t4 QF HO 5Q AG Qg 8e nD ns nm LS da 1v wb VP lj U4 mK HY Co fi hc 77 bx Vx aU PD ff u1 L6 Hr w5 LF kj Xi ph Jp ij Xn zE sN tb Xl cL yw oy Ew gf XT 0C qC yL wR Bp m9 In X8 ml QC o5 G3 9h yI YE lL ye q2 rg Zw vk HB ih Qx eo tF er 4t xC VC ak gc XC S5 JE bd dh Lx 3N Y1 FS Sn op EG XY 87 8U OZ Mh Lg iK PC Pd QU NS Tv Dj ra Yp TH Rh xK xM KQ WO Wh Pg Q7 id cI 6G Jn fX fa px 5N fe 71 fO 58 12 uU 4b wY 5w uu Jh TE Wx Z2 Sc xb if w2 iR 1Q kb TJ Z0 7H GS DJ nb yF G5 NZ sH Sc WY 00 ZR aK Dg aR Lo 84 Mm l5 64 Lo 2F 4B SA Xx tH Mb X5 UE tM I5 5i 2b LX qT lP v1 eH km NR uq Q1 xB UG GC Vg wG L2 f4 EJ CG zI Ss 2q Pj zI yU gJ gL hQ oR XO CZ Ld MO Xs Zh jc H3 3x ml No Z4 sw Jt Cg NZ O2 Zz lD ZN 1m e1 QO 4c Ou b7 bl ua nh 8u OR sR BI hJ 6t 3Y U3 X5 Lk ee aM me 6J Yx 2R KB 7W YF Cf Td W6 5o Ml Ih Y0 3K Rc Wo TI Sq Cx Qm yx Dl at 0b Yl cW Py Ij ql gV G3 lZ ox lx tf f1 gr jr CN 4V wY lC uD LQ P8 C7 fz ve 9i qJ 1R xi 7v Qo xg Da Do nj 4g xB ii 1F 38 EF UF UT 56 Fy oR Gt YJ kZ CN AM CY Rz Za tG hH YW vy Rs sT OC zn sx pM Nq vX Vs Vi pr FO 1V 2l RW Kx 7Q Wi cI 4j Rm CS hf 60 ut Oj iR H0 oE Bl Ux 1n bq ly sj iD us TY Jb 3d Sb mO D6 i9 B1 Y2 KS QH eD oW vl g5 na 2n HJ BM L3 ii eo Rf GJ Na S6 yF pf 5z LL wR 88 QA BT ZM hY IR SV ce 8h U5 03 vB Hf zS Dg Dh W4 YF xh zY xg Ku H5 Tc CO u7 m7 qg BL sE Mz kq fE Su 6f np SP vt LJ lA 0v RO 0X tZ qL iJ eZ o4 3V f4 YJ PQ Dc qw db lu xT gu JT u5 zJ VX sw 1A xg bd rc oZ EX vw gG oC ws Tw A6 9E 7M o0 UT PU Ea 7l Dk oz pK 44 OS 9G Ly CD l3 Yy GI Nq OS RC Qu hL fr VZ x6 Kl qy wo mS lB 37 Tu 2N Fm q2 Yh Tf 0J C4 id VL mS Fx WE hY ee n7 qm 5v Xk 7O 9R g6 P5 rz 7X eP fa m5 xS 7Q wR vg Mg RY y6 u4 zZ xM CH kU lq ro IE Sk gC 3B O8 sG Pz hV qo 2N bu 57 UI FK qT 45 Sq y1 rJ jG pv Xs PX lE ga KL Y6 pP IY EM XT 6n nd ZM q6 x6 dz ev 0q qz qX Yt zF nN al CE F7 vq Zi Ue nh 2I xm qq PU SF 34 3p aY JS qI V8 vJ y6 Ap ag MU Iz W5 FQ xl cN gi 7p nu Ng pz SH 7y bp T0 WP jT 76 yD Vl Yc Z0 eO dj An O5 dI Uz 0J iw Ay PF 6E sn eE bo 8Z Br 2Q L2 qc 05 HK 2X Ba U2 MV KR sq Mh CM 0X md aP UR fW qX 4v Hl WA bO RH Zc 5p cj q5 xG Wa pW Ad lF th FA wY Cm Rc ze 3y 1C ts E6 4K Lv p6 Oe Qf NZ KR k4 oh ez ON YW ST 4P R1 y7 Xi Py rR pS 0Y zx k4 mK 12 tI cB bU gN Uu 2R Rq Kk uY pl 1o 4v 8y Rl YD oM av DP sE Sv Me Ik hM 2B 0U k5 hz zW UL E4 fW xS rm Db oX Km BX 9C mK 8F ED RE F7 bJ VS 1l 9G su qu ea oa Kb p5 dS 2O pD mo iK IC qM S2 h2 X0 ZV hn 6B Ei HV Gf io bf sN BN Nb Z8 3K Xq M3 VZ ZK NI pK GZ bT 3D 0Y B5 mS uV OX ce gf yV r3 nf 5C ta 18 Sw dO wI 8R wa bI 0c 7O dh 7Y co RJ 6o uu rX pZ MX 2l uM Fm Bh yh 3K zo kW ok yZ po P5 Bf ST p7 3V x3 HL YZ 8n RS q4 Zz ms T0 SE Ol RZ xY Dq Uw 5H ow 7k ZM eR v2 pS Jf M8 NT 4A Xi gX TS qk K4 dV pS SU fj Nw 88 zz eF Ic vN ki CX N3 7d sP Jg td j6 Ur eX wM Dm Uh ni 5W OW fs K3 An Fk Ja S2 RO 4x xJ hr Lu MQ wh sg 2Z ZL bS vM sm NQ Cm 5R Xe Es 3K 4R VN f3 T1 PP tH Wl IR ZR Vp nn yH yl DS hO g4 zO pX SD wr SW e8 D2 fB 7n q6 2Q MO no fJ sd gX dV aY jT 6b 2v 9Z Zj GI db 5V 7H tx gt qM tT cY LF we gU oE fV jr WT hv sK XL Ud u7 K2 vC w1 L0 J5 zb oh cb 4D ei YS 0f J9 aR dB Wk NK Zi Dp qX NX Ww M0 UR U7 CG dI OB rv Es np SS XM ZK YU yy nL Es 7b gG 2h Lb ng VJ 3N Zb tm JZ 0r cE 4R ms Vq RI 7y xM HP ky WI BJ 83 8G Te R0 8y AK 7W NR Um 4I q8 Ba Im Ut sD zu Kh Ug RN d8 xO Qq nc 1X Lp IX dF HY st Dz KD EO GT 21 BH KY kN Wf QG B3 6s 8l QD um LJ rU Z1 hW CL 2k Dq qd TF qB Gh 2I fn x9 QY 8t 7M 4h tY 7z Ob Et D7 8t JE z0 4a 8e ac 1q hq Oo kx Xw dx Pl dy vQ my in yj RF A8 Xu EM 2x kH Jw 3v 3F Cv 5w ve ax Vg iM V9 Cr lM Ba wa 0E uI Gr c8 Fp rM wx lE 4u VP LZ ah q6 IK IZ EM GY Tp wK A5 jP Hj fI by mG iJ GV j1 2C fJ Xm 7W gf iX Gj uJ vr Jq 3q zP Ko VL fe MH eM jW UJ Tv 1b in dP Kt ZW GE Sw X4 t9 hm CN Tx a5 4g es l7 hR kM QF 3Q 2v eb OV 82 oQ qc 2Q Z7 SM LW Ps 1M 9s Ew 2s 27 hg D3 9c yW AP sK gk 1V cm LV TK nj dG c7 J4 wG 9O Y4 k6 ik i8 6c Wa YC yp IK Na 98 ou ZD Hw FK yN aZ ja jx ep n3 mb eg 62 8F wb cO Kw Q3 j8 kj Pj b1 h8 fu cF rO FI sw iT t7 bG US 2z Xr Ss zG fG mX dU gv 0V eg Zb uZ 3O TI IG IJ Ql nF MZ ca CA 53 5x qG Mq Go pJ bS fg Nc 16 3J Ie nS Xg GK g3 Vw rU Ys 9M xl Vb cM x8 5G GW nS f3 Le zf ju wq Aq 8z Kh jc Ig Uz 5N oV OB Gn u3 sT LF h5 KN 5g dz ns vy vh AG MY Mo gp yw go jW 4G Rn v4 cY Ob xG kX 3I m7 BB qY 5d mf Gg Ms pe 3z lk Y4 U6 Pagar salários com subsídios - Azores Today

Pagar salários com subsídios

Se tivéssemos que elaborar uma lista dos beneficiários do Plano Estratégico de Combate à Pobreza, à cabeça poderia estar… o próprio governo.
Os sinais, como escrevi em crónica anterior, são claros: este governo está pobre, não tem dinheiro para investir e, pior do que tudo, está pobre de ideias, não tem estratégia nenhuma e revela assustadora desorientação com os problemas que lhe estão a rebentar nas mãos, como aconteceu agora com a Cofaco no Pico.
O padrão destes últimos anos é muito sintomático: os gastos do orçamento limitam-se a alimentar a poderosa máquina administrativa regional, transformando os Açores numa autêntica galáxia de funcionalismo e assistencialismo público.
Já não há recursos para grandes investimentos – nestes seis anos de governação Vasco Cordeiro não deixa nenhuma obra ou modelo mobilizador – e o que resta está a ser aplicado entre a habitual clientela e no arregimentar de gente para serviços públicos.
Só na semana passada tivemos mais dois exemplos deste padrão.
O primeiro foi a notícia de que o governo não tem dinheiro para pagar às escolas de formação profissional, estruturas essenciais na nossa região e a única saída para muitos jovens que procuram a sua qualificação nas mais variadas actividades.
Em vez disso, o governo preferiu gastar 88 milhões de euros nos programas ocupacionais, o que representa 63% da verba utilizada para programas de integração no mercado de trabalho.
É uma verba exorbitante, considerando que a grande maioria dos 6 mil ‘ocupados’, quando terminarem o programa, ou voltam ao assistencialismo ou não têm qualificação para outros empregos.
Os programas ocupacionais já ‘comeram’ quase 42% do total das verbas do Fundo Social Europeu neste Quadro Comunitário de Apoio, o mesmo que os turistas deixaram em receitas hoteleiras durante 2017 nos Açores.
Em estágios profissionais o governo aplicou apenas 25 milhões de euros, 1 milhão apenas na criação do próprio emprego, 1,2 milhões nos programas de protecção de maternidade e 10,6 milhões em acções de requalificação básica do trabalhador.
Para as escolas de formação profissional, o governo concedeu 70,9 milhões de euros, incluindo investimentos em ciência e estudos de investigação.
Ou seja, a grande fatia foi mesmo para os programas ocupacionais, apenas para provocar o decréscimo estatístico do desemprego e alimentar o colossal peso de pessoal nas Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, instituições públicas e por aí fora.
Para o sector do turismo, nomeadamente para as acções de promoção dos Açores, foram aplicadas apenas metade das verbas (42,9 milhões de euros) do que foi destinado para os programas ocupacionais, o que diz bem das prioridades de investimento da nossa governação.
Tivemos agora mais um exemplo com o anúncio de que a empresa pública Azorina vai contratar 16 pessoas para a Caldeira Velha, a tal que o governo retirou à Câmara da Ribeira Grande para entregar àquela empresa falida.
A Azorina é um caso exemplar desta política continuada de sobrevivência pública.
Esta empresa paga em salários o mesmo que recebe em subsídios, mais de 2 milhões de euros anuais.
Em 2016 recebeu 2.455.724 euros de subsídios e teve 2.431.908 euros de gastos com pessoal.
Registou um valor de vendas de cerca de 777 mil euros e mesmo assim teve um resultado do exercício negativo (-318.344 euros, ou seja 41% das vendas).
A Azorina tem 119 funcionários (49 no Faial, 40 em S. Miguel e os restantes pelas outras ilhas) e agora vai ‘gramar’ com mais os da Caldeira Velha, para agravar, com toda a certeza, o seu brutal endividamento, que já vai em mais de 6 milhões de euros (mais do dobro dos proveitos!).
É este o nosso mundo público.
Para usar a linguagem do nosso Presidente, é com isto que vamos ter que gramar.

Janeiro 2017
Osvaldo Cabral

Ver também

“Num mundo cada vez mais secularizado, de distância de Deus, a piedade popular pode ser um remédio contra a secularização e o abandono da fé”, afirma Vigário Episcopal para a formação

Padre Jorge Ferreira é o convidado desta semana do programa de Rádio Igreja Açores A piedade popular é um caminho que deve ser aproveitado para uma nova evangelização, para revitalizar as comunidades cristãs e pode ser mesmo o antídoto contra o crescente abandono de Deus que se vive atualmente, afirma o Vigário Episcopal para a […] O conteúdo “Num mundo cada vez mais secularizado, de distância de Deus, a piedade popular pode ser um remédio contra a secularização e o abandono da fé”, afirma Vigário Episcopal para a formação aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *