Central Geotérmica da Terceira é “vitória da determinação, da persistência e da ambição”, afirma Presidente do Governo

Central Geotérmica da Terceira é “vitória da determinação, da persistência e da ambição”, afirma Presidente do Governo

20 de Novembro, 2017 Não Por Azores Today

O Presidente do Governo dos Açores inaugurou hoje a Central Geotérmica da ilha Terceira, um investimento no âmbito do objetivo estratégico de garantir a sustentabilidade da Região e que constitui uma “vitória da determinação, da persistência e da ambição”.

“É, efetivamente, uma vitória da persistência, uma vitória da determinação, uma vitória do acreditar que era possível transformar esse imenso recurso que está à nossa disposição – a geotermia – num fator concreto que contribua para a sustentabilidade do desenvolvimento desta ilha e da nossa Região”, afirmou Vasco Cordeiro.

Falando na inauguração da nova central da EDA Renováveis, o Presidente do Governo salientou que esta central se integra, de forma coerente e articulada, num conjunto de outras “opções estratégicas que foram tomadas no passado, que estão a ser concretizadas no presente e queremos que sejam apostas ganhas no futuro”.

Nesse sentido, Vasco Cordeiro adiantou que se verifica atualmente um crescimento do aproveitamento dos recursos energéticos renováveis nos Açores, através do investimento num sistema constituído por sete parques eólicos, 12 centrais hídricas e duas centrais geotérmicas, operando 21 centrais de produção de eletricidade, a que se junta a central hoje inaugurada.

De acordo com o Presidente do Governo, esta rede garante mais de 37% do total de eletricidade produzida no arquipélago através de renováveis, com a fonte geotérmica a assumir o papel predominante (24%), seguindo-se a eólica e a hídrica.

“Importa dar o devido destaque à geotermia, já que, e a título de exemplo, na ilha de São Miguel a contribuição da fonte geotérmica é de 44,5%, a qual, associada às fontes hídrica e eólica, perfaz já 54,7% da produção de energia elétrica nesta ilha”, destacou Vasco Cordeiro.

Segundo disse, com esta nova central da Terceira, estima-se que a produção geotérmica atinja cerca de 10% da cobertura das necessidades de eletricidade da ilha em 2018, contribuindo para o aumento da produção a partir das fontes renováveis ou endógenas de 22% registados em 2016, para quase 40 por cento no próximo ano.

Esta é uma opção estratégica que tem, também, a ver com a Autonomia, elevando-a a outras dimensões, nomeadamente ao nível da redução da dependência da Região relativamente à energia produzida a partir de combustíveis fosseis.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo destacou ainda o cuidado e a preocupação no planeamento neste domínio, apontando os exemplos da criação da Estratégia Açoriana de Energia para 2030 e do Plano Regional para as Alterações Climáticas.

Vasco Cordeiro deixou, por outro lado, uma palavra de reconhecimento aos parceiros regionais e nacionais envolvidos no projeto desta nova central geotérmica, mas também aos internacionais, no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu – EEA Grants, que “permitiram que esta central fosse uma realidade”.


Fonte: GaCS/PC