Maria José Lemos Duarte expressa orgulho na projeção artística de Inês Pastor

A vereadora Maria José Duarte, que tutela a área da cultura, esta quinta-feira, na inauguração da exposição comemorativa dos 25 anos de carreira de Inês Pastor, deu os parabéns à artista “pelo seu percurso, pela sua obra, pela sua arte e pela sua inspiração”.
Em nome do Presidente do Município, a vereadora afirmou que “Inês Pastor é uma artista açoriana, que pinta o que é de cá e nos projeta no mundo. A projeção que a Inês Pastor dá aos Açores, através da sua obra, orgulha-nos, porque nos identifica naquilo que caracteriza a nossa condição ilhéu na pureza da natureza, na instabilidade do nosso mar, no negro das rochas desta terra de vulcões”.
Maria José Lemos Duarte ainda referiu que “o amor pelo mar, pelas flores, pelas nossas paisagens naturais está presente em, praticamente, todas as obras que a nossa artista tem representadas em coleções particulares, que estão nas ilhas e no continente português, mas, também, em várias partes do mundo, como o Brasil, a Colômbia e a China, além da nossa Diáspora nos Estados Unidos da América e no Canadá” .
Esta exposição, que assinala os 25 anos de carreira de Inês Pastor, estará patente no Centro Municipal de Cultura até 5 de janeiro e pretende apresentar o que de mais belo e de mais fiel esta artista concretizou ao longo de um quarto de século.
Inês Pastor nasceu a 21 de Dezembro de 1939, no Porto Formoso, em São Miguel, de desde há vários anos que reside na freguesia de São Roque, de onde avista o mar, que desde o início da sua carreira artística na pintura, marca presença nas suas telas.
A artista, que ingressou em 1988 na Academia das Artes, tem na ponta dos dedos um toque especial para a representação de naturezas mortas, flores, paisagens da nossa terra, estradas ladeadas de hortênsias, que transmitem momentos, espaços e vivências das ilhas dos tempos atuais, mas também apontamentos que nos reportam para um certo espaço e tempo do passado.
Nas telas, Inês Pastor deposita paixão pela Arte de pintar, a dedicação, o cuidado no trabalho e as pinceladas de emoção e sensibilidade. Como artista, não vive um dia sem tocar nas tintas e nos pincéis, ferramentas que a tranquilizam.
Desde que expõe publicamente, Inês Pastor conta com dezenas de exposições individuais, a sua maioria nos Açores, e algumas exposições coletivas, entre as quais uma em conjunto com suas alunas.

Vs l9859

Fonte: C. M. de Ponta Delgada