Flores são a primeira ilha dos Açores a atingir o objetivo “aterro zero”

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo revelou hoje, em Santa Cruz, que a ilha das Flores é a primeira do arquipélago dos Açores a atingir o objetivo de “aterro zero”, valorizando a totalidade dos resíduos urbanos.

“Este é um exemplo que nos orgulha e que queremos que tenha repercussões em todas as ilhas dos Açores”, afirmou Marta Guerreiro, que falava após uma visita às obras de sustentação do coberto vegetal da selagem da antiga lixeira de Santa Cruz das Flores.

A titular da pasta do Ambiente salientou que, “em 2016, a ilha das Flores valorizou a totalidade dos seus resíduos urbanos, dos quais 83% foram encaminhados para a valorização material e orgânica e 17% para a valorização energética”.

“Não podemos deixar de mencionar que estes resultados não são alheios ao bom trabalho que tem sido efetuado pelos dois municípios da ilha das Flores no desenvolvimento dos seus sistemas de recolha de resíduos urbanos, incluindo a recolha seletiva”, frisou.

Nesta visita à empreitada de consolidação dos taludes da lixeira de Santa Cruz, a Secretária Regional manifestou satisfação com as obras em curso, que decorreram de alguns deslizamentos do coberto vegetal com impacto paisagístico.

“Após a conclusão da empreitada de selagem da lixeira de Santa Cruz das Flores verificou-se que a parte exterior do perfil de selagem escorregou e não permitiu o desenvolvimento de respetivo coberto vegetal, cuja função é apenas a mitigação do aspeto visual que a intervenção provocou”, afirmou Marta Guerreiro.

Nesse sentido, “foram desencadeados os procedimentos necessários para colmatar os problemas de sustentação do coberto vegetal e adjudicada a respetiva empreitada, num investimento de 276 mil euros, que se encontra em curso e será concluída ainda este ano”, salientou a Secretária Regional, adiantando que, “neste momento, e após a remoção do material de escorregamento, estão a ser executadas as valas de ancoramento na crista do talude”.

Marta Guerreiro frisou ainda que, “do ponto de vista ambiental, a massa de resíduos encontra-se devidamente selada e isolada, cumprindo o objetivo principal da empreitada”.

Fonte: GaCS/HMB