Carlos Ferreira e Luís Garcia reiteram interesse em reunir com Presidente da SATA para analisar ligações aéreas ao Faial

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Faial reiteram o seu interesse em reunir com o Presidente do Grupo SATA para analisar e avaliar as ligações aéreas ao Faial, sublinhando que há exatamente três meses foi pedida uma reunião com Paulo Menezes mas que ainda não aconteceu por alegada impossibilidade de agenda do gestor público.

“Continuamos disponíveis para realizar a solicitada reunião, pois entendemos que a mesma constitui uma boa oportunidade para analisar os constrangimentos que as ligações aéreas provocaram ao Faial em mais um verão e para exigir soluções que resolvam em definitivo estes problemas”, afirmam Carlos Ferreira e Luís Garcia.

A primeira reunião com o Presidente do Grupo SATA foi pedida no início de junho, na sequência da disponibilidade manifestada por Paulo Menezes durante uma audição no parlamento açoriano aquando da sua indigitação pelo Governo regional para aquele cargo.

Os deputados social-democratas açorianos justificaram a reunião com o interesse em “apresentar de viva voz as suas preocupações e ouvir as fundamentações para algumas opções da SATA e da Azores Airlines na rota da Horta”.

“Não é possível nem aceitável que ano após ano continuemos a ter os mesmos problemas a dificultar a mobilidade de quem aqui vive e de quem aqui quer vir e a condicionar a nossa Economia”, sublinham ainda os deputados.

O pedido de reunião, no entanto, não foi satisfeito, tendo o Presidente do Grupo SATA, em resposta, invocado que não lhe era “possível agendar a referida reunião para a data pretendida pois, para além de estar num período de negociação com o Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil, estão a decorrer auditorias da IOSA nas empresas do Grupo, o que lhe requer total atenção”.

A reunião ficou assim “pendente de uma próxima deslocação ou data conveniente a ambos”, referiu ainda Paulo Menezes na resposta, mas a 2 de agosto os deputados voltaram a solicitar ao Presidente do Grupo SATA “uma reunião com caráter de urgência para analisar os atuais constrangimentos da operação da SATA de e para o aeroporto da Horta e perspetivar o futuro desta operação”.

“Infelizmente este pedido de reunião já não teve resposta, o que demonstra que a disponibilidade manifestada pelo Presidente do Grupo SATA na mencionada audição parlamentar aparentemente não era verdadeira”, lamentam Carlos Ferreira e Luís Garcia.

Segundo os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Faial, “tal atitude é reveladora de um total desrespeito de gestor público pela Assembleia Legislativa dos Açores e pelos seus deputados, representantes do povo”.

Fonte: PSD Açores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *