Bispo de Angra alerta para necessidade de cultura «verdadeiramente humana» face ao ceticismo e ao relativismo

Bispo de Angra alerta para necessidade de cultura «verdadeiramente humana» face ao ceticismo e ao relativismo

Out 27, 2017 | Manchete

Diocese de Angra promove Jornadas sobre «construção da verdade» num mundo globalizado

O bispo de Angra, D. João Lavrador, inaugurou hoje as III Jornadas Diocesanas de Comunicação Social, dedicadas ao tema da “construção da verdade” no mundo global, defendendo uma cultura “verdadeiramente humana” que se contraponha ao individualismo.

“Estamos perante uma cultura cujos fundamentos já não se identificam com a tradicional cultura europeia. Já não é fé cristã e tão pouco é a razão e muito menos a conjugação entre as duas que nos fazem cainhar no sentido da verdade”, alertou D. João Lavrador.

“Dá a sensação que o ser humano se cansou de percorrer os árduos caminhos da verdade e se limitou a ceder à tentação de ficar pelo relativismo, pelo fragmentário, pela mera opinião pessoal”, acrescentou.

O prelado diocesano falava nas Lajes do Pico, Açores, realçando a importância deste espaço de reflexão sobre um tema “tão importante” na vida da sociedade e deixou votos de que a Comunicação Social esteja ao “serviço do Bem Comum”.

D.João Lavrador citou intervenções dos últimos Papas para alertar para as consequências de um pensamento dominado pelo “ceticismo” e o “relativismo”, recordando, em particular, a necessidade de “imprimir valores”.

O bispo da Diocese de Angra advertiu para a propagação de “modelos de desenvolvimento” que aumentam o “desnível tecnológico” entre países pobres e ricos, contestando ainda a ideia de reduzir tudo a “mera opinião”.

A intervenção deixou uma saudação aos jornalistas e a todos os que estão “interligados” na realidade das Comunicações Sociais, aos responsáveis do Serviço Diocesano da Comunicação Social e às autoridades civis presentes.

As jornadas de comunicação social reúnem jornalistas e académicos, tendo a conferência inaugural sido proferida por Rolando Lalanda Gonçalves, sociólogo e investigador na área dos media, professor da Universidade dos Açores.

Do programa constam mesas-redondas onde marcam presença jornalistas de meios de informação generalista e da Igreja Católica, como o chefe de redação da Agência Ecclesia, Octávio Carmo, e o diretor de Comunicação do Patriarcado de Lisboa, padre Nuno do Rosário Fernandes.

As III Jornadas Diocesanas de Comunicação Social de Angra são organizadas pelo Serviço da Pastoral das Comunicações Sociais da Igreja com a Ouvidoria do Pico e o Jornal centenário ‘O Dever’, da Paróquia das Lajes.

O tema ‘A construção da verdade num mundo global’ tem como base a mensagem do Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais ‘Não tenhas medo, que Eu estou contigo. Comunicar esperança e confiança no nosso tempo’.

(Com Ecclesia)

Fonte: Igreja Açores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *