Conselho Consultivo da Pastoral Social reúne esta quarta feira

Out 3, 2017 | Manchete

É a primeira reunião de um órgão consultivo que congrega representantes de todos os serviços da pastoral, em especial os mais ligados à intervenção social

O Conselho Consultivo da Pastoral Social reúne esta quarta feira, no Centro Pastoral Pio XII, em Ponta Delgada sentando à mesma mesa representantes de todos os serviços de pastoral da diocese de Angra, sobretudo os mais diretamente implicados na pastoral social.

De acordo com a nova diretora diocesana, numa entrevista ao Igreja Açores no inicio do Ano Pastoral, o objetivo é que todos “em conjunto” possam dar um contributo “sério e concertado” para combater a pobreza e olhar de forma “mais eficaz para os mais frágeis”.

Além do bispo diocesano que vai presidir ao encontro e da equipa da pastoral social estão também representantes da Cáritas, Comissão justiça e Paz, Centros sociais e paroquiais, entre outros.

As questões sociais constituem “a prioridade” das orientações diocesanas para este ano, e pelo segundo ano consecutivo. Os novos responsáveis querem prosseguir o trabalho já efetuado mas alargando-o a outros níveis de intervenção.

Além deste Conselho, o Serviço Diocesano da Pastoral Social vai criar uma plataforma de comunicação na web, IAP- Igreja Açores +Próxima, no âmbito das ações previstas para a Pastoral Social, que visa aproximar através das novas tecnologias as ações e as respostas sociais dos vários níveis da administração diocesana, articulando-as de forma a serem do conhecimento geral.

Esta plataforma, cuja criação vem plasmada no Programa pastoral diocesano para 2017/2018, tem ainda por missão lançar desafios, discussão e reflexão sobre ideias e promover debates internos entre os vários grupos de forma a optimizar a resposta da igreja no capitulo social. Paralelamente, será criado um Conselho Consultivo, composto pro técnicos da área social dos centros sociais e paroquiais bem como um grupo de pessoas ou um representante em cada ilha que faça a ligação com o todo. No fundo , o que se propõe é a organização territorial dos serviços da pastoral social, potenciando a intervenção da igreja.

Aliás, para 2018 está prevista a organização de um encontro regional da pastoral social, envolvendo todas as ilhas.

A Plataforma de diálogo e cooperação regional deverá ter ações descentralizadas promovendo na ilha de São Miguel uma atenção especial à exclusão através de um evento que estimule a cooperação na defesa da dignidade da pessoa humana. Já na Terceira, as atenções dirigem-se para a saúde mental, com a realização de ações de formação. Ainda no âmbito da saúde mental, realizar-se-à em São Miguel o VI Roteiro de Saúde Mental da Região Autónoma dos Açores. Ainda neste ano de 2017 o centro do debate vai estar também no Faial com a realização do Seminário “Mais vale prevenir que remediar”.

As medidas de luta contra a pobreza são decisivas neste contexto da Pastoral Social; por isso a diocese vai avançar com a criação do projecto Quebrar- Prevenção da Pobreza Infantil e reforçar o tecido empresarial da área da economia social quer através de formação quer através de criação de novas empresas, pode ainda ler-se no programa pastoral para o próximo ano.

“ Pretende-­se contribuir para afirmação de uma Igreja nos Açores + Próxima e caminhar para o lema de a Diocese de Angra se constitua como uma referência de boas práticas a nível da ação social, sob o lema “A Luz vem das Ilhas” refere o documento.

Ler Mais em: Igreja Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here