A candidata do PSD à presidência da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo alertou hoje que a ação social “não pode ser tratada, como até aqui, de forma superficial. Por isso, queremos criar uma rede articulada de intervenção social urgente no concelho de Vila Franca do Campo”, afirmou.

Sabrina Furtado defende que todas as instituições de ação social devem estar “articuladas com a câmara municipal, através de um plano de intervenção urgente, resolutivo e eficaz, que identifique imediatamente os casos de carência e cuidado mais graves, alargando-se o apoio a todas as famílias que passam sérias necessidades no seu dia a dia”, explicou.

“Pretendemos também baixar as rendas sociais, consoante os agregados familiares para, em parceria com o Governo Regional, promover mais habitação em Vila Franca do Campo. E de modo a que as pessoas consigam adquirir as suas casas, com prestações justas e adequadas aos seus rendimentos”, assegura a candidata.

“Só assim poderemos garantir a dignidade de quem mais precisa, dando oportunidade a muitas famílias que querem uma casa para que a consigam pagar, não sendo apenas uma casa emprestada pelo Estado”, refere, sublinhando que “muita gente nos diz: Eu não quero uma casa dada. Eu não quero viver à custa do Estado. Eu quero pagar. Mas uma casa que eu consiga pagar. Eu não quero esmola. Eu quero trabalhar. E nós temos de ter respostas para estas pessoas”, afirma.

Sabrina Furtado sublinha que “se tratam de novas condições, que têm de ser criadas. É nosso dever garantir que todas as pessoas tenham a sua dignidade façam as suas vidas seguir em frente sem depender única e exclusivamente de uma prestação social. É nosso dever ajudar essas pessoas”, disse.

A candidata do PSD a Vila Franca do Campo referiu ainda que pretende criar bolsas de estudo “para apoiar os estudantes com mais necessidade, porque combater o insucesso e o abandono escolar também cabe à câmara municipal “, bem como “um fundo de emergência para a Saúde”.

Outro projeto definido pela social democrata passa por criar “uma rede de voluntários sociais para varias áreas de intervenção, com quem vamos promover o envelhecimento ativo, por exemplo angariando voluntários da área da educação, já aposentados, que queiram dar explicações a crianças com dificuldades”.

“Nesse âmbito também vamos angariar cuidadores voluntários, e identificaremos todos os idosos que moram sozinhos, articulando com as suas famílias uma rede de assistência emergente”, avançou Sabrina Furtado.

A candidata do PSD já assumiu a intenção de criar postos de trabalho, com recurso à transformação de excedentes agrícolas; de melhorar a atração de investimento para empresas e promoção turística no concelho; assim como pretende manter os programas ocupacionais do governo.

“Se todos nós, com o apoio e a promoção da câmara, soubermos cuidar uns dos outros, Vila Franca do Campo será, com certeza absoluta, um lugar bem melhor para viver”, concluiu a candidata.

Ler Mais em: PSD Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here