O atual presidente da câmara de Ponta Delgada e recandidato, José Manuel Bolieiro, louvou, esta segunda feira à noite, a coragem e o sacrifício dos 20 independentes que constituem a lista apoiada pelo PSD à junta de freguesia da Candelária para as eleições autárquicas de 1 de outubro.

José Manuel Bolieiro, que falava na sessão de apresentação da referida lista, encabeçada por Paulo Fonseca, referiu que os 20 independentes que avançam com a candidatura à junta de freguesia da Candelária, o fazem “a favor de uma ideia, de um projeto e de uma alternativa para o desenvolvimento do presente e futuro da governação, seja na freguesia, seja na relação da freguesia com a câmara municipal”.

“Não é fácil encontrar uma oportunidade e um projeto político para afirmar uma alternativa na Candelária”, disse José Manuel Bolieiro, destacando, em particular, “Paulo Fonseca e a sua família pelo sacrifício que fazem”, por forma a que o PSD tenha uma candidatura à junta de freguesia local.

Paulo Fonseca “é, e tem sido ao longo dos anos, um homem devoto à sua freguesia, ao seu povo e a todas as instituições e forças vivas da Candelária. Por isso, deixo uma nota de gratidão ao Paulo e à sua família por estarem disponíveis e por nos ajudarem a criar uma alternativa para o presente e para o futuro Candelária”.

“Este não é um projeto de ambições pessoais, nem de carreira política para ninguém. É, sobretudo, um projeto de cidadania e de dedicação e eu revejo-me nesta atitude” – sublinhou.

Entretanto, Paulo Fonseca salientou que os 20 independentes que se candidatam, apoiados pelo PSD, “apenas pretendem contribuir para o desenvolvimento presente e futuro da freguesia da Candelária”

“A nossa lista é constituída por gente que nasceu e vive na Candelária, que se disponibilizou a fazer desta equipa, com sentido de sacrifício, de querer e de coragem, para sermos alternativa aos candelarenses” – afirmou.

O candidato disse, ainda, que a lista que encabeça apresenta-se com “humildade e com exigência para fazer mais e melhor pelos candelarenses, embora esta difícil tarefa implique muito sacrifício familiar”.

Paulo Fonseca mostrou uma equipa “disponível para ouvir as pessoas, que deixar uma marca e uma palavra de confiança a todos os candelarenses, com “coragem para pedir conselhos e opiniões à câmara municipal e de Ponta Delgada e ao Governo e dizer sim ou não aos vários pedidos, porque trabalhando juntos conseguimos desenvolver mais a freguesia”.

Destacou, por outro lado, o apoio da Câmara para adquirir o fardamento da banda filarmónica local, concluindo a sua intervenção com o desejo de “construir e sonhar um presente de modo a preparar o futuro da nossa Candelária”.

Ler Mais em: PSD Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here