ùltimas Notícias

PSD/Açores quer “rigor” na execução do investimento público

O PSD/Açores exigiu do governo regional “rigor” na execução do Plano Anual, alegando que, em anos anteriores, o investimento público concretizado foi “muito inferior ao prometido”.

“O nível de execução dos Planos nos últimos quatro anos foi, em média, de apenas 75 por cento. Ficaram por aplicar na economia açoriana mais de 330 milhões de euros em investimento público. Esta situação não se deve repetir. Os documentos orçamentais têm que ter credibilidade e ser executados com rigor”, afirmou o deputado social-democrata António Vasco Viveiros.

O parlamentar do PSD/Açores falava após a audiência entre uma delegação de dirigentes do partido e o presidente do governo sobre as antepropostas de Orçamento Regional e de Plano Anual para 2018.

António Vasco Viveiros salientou que a “falta de rigor” na execução do Plano Anual faz com que o parlamento acabe por “aprovar projetos e medidas que, pelo menos parcialmente, não terão qualquer consequência na vida dos açorianos”.

“O investimento público que está Plano Anual tem de ser cumprido. Caso contrário, o documento não tem credibilidade”, disse.

A nível setorial, o deputado social-democrata alertou para a “ausência de estratégia do governo regional na área do Turismo”, lembrando que “apenas o setor privado está a fazer a sua parte”.

“O Turismo está a crescer graças às mudanças nas acessibilidades e ao excelente trabalho das empresas e trabalhadores do setor. Mas o governo regional não está a fazer a sua parte, nomeadamente na qualificação da oferta”, frisou.

Para o parlamentar do PSD/Açores, o governo regional deveria, nesta fase, “investir na construção de infraestruturas e serviços públicos adequados ao aumento da procura”.

“É fundamental dispersar o aumento de visitantes por um maior e proporcional número de locais. É fundamental regulamentar e criar alternativas na utilização dos espaços. E tudo deveria ter sido já planeado e estar em execução”, considerou.

António Vasco Viveiros manifestou ainda “preocupação” com o estado do setor público empresarial regional, designadamente pelo “desequilíbrio financeiro” verificado em várias empresas públicas.

“É imperativo avançar com um processo de reestruturação do setor público empresarial regional, salvaguardando, assim, a manutenção dos postos de trabalho destas empresas”.

António Vasco Viveiros expressou ainda o desejo do PSD/Açores de que o Plano Anual para 2018 “signifique, finalmente, a concretização de uma verdadeira estratégia para a Agricultura”.

Ler Mais em: PSD Açores

Ver também

Vasco Cordeiro incapaz de exigir à República que cumpra os seus compromissos

Mónica Seidi considera que a reação de Vasco Cordeiro à inexistência no Orçamento do Estado para 2018 de qualquer verba para a execução do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT) con..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *