Governo dos Açores entrega Prémio Regional de Fotografia "Christiano Júnior"

Governo dos Açores entrega Prémio Regional de Fotografia "Christiano Júnior"

17 de Agosto, 2016 Não Por Azores Today

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Educação e Cultura, promove sexta-feira, 19 de agosto, data em que se assinala o Dia Internacional da Fotografia, a entrega do Prémio de Fotografia “Christiano Júnior”.

A cerimónia de entrega, que terá lugar no Palácio dos Capitães Generais, em Angra do Heroísmo, inclui também a inauguração de uma exposição com todas as obras participantes na competição.

O Prémio de Fotografia “Christiano Júnior” foi atribuído a Sandra Rocha, Pedro Miguel Lopes Vaz de Carvalho e Fernando Gil Pereira Resendes, tendo sido também atribuídas duas menções honrosas, a Marcelo Filipe Tavares Borges e a André Mancebo Pimentel.

Este galardão foi instituído por Resolução do Conselho de Governo de setembro de 2015 com o objetivo de distinguir, a cada biénio, nos anos ímpares, os fotógrafos regionais e valorizar a atividade cultural regional no domínio da imagem fotográfica.

O júri da primeira edição deste prémio regional, constituído por Luís Manuel Machado Menezes, membro do Conselho Regional de Cultura, e António Carlos da Silva Araújo e José Manuel Rodrigues, ambos fotógrafos convidados, avaliaram 113 trabalhos nas categorias de “Fotografia Geral com Temática Livre”, “Fotografia de Paisagem Natural e Humanizada” e “Retrato com Fotografia de Pessoas”.

A exposição dos trabalhos concorrentes estará patente até 30 de setembro e será lançado um catálogo digital, que poderá ser consultado no portal Cultura Açores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

O patrono do Prémio, José Christiano de Freitas Henrique Júnior, foi um Açoriano que se distinguiu na área da fotografia no Brasil e na Argentina, na segunda metade do século XIX, período de pioneirismo e afirmação desta arte.

Ao longo da sua carreira dominou as várias técnicas fotográficas então conhecidas e deu ao seu trabalho um caráter pictórico singular, onde predomina a preocupação com a estrutura cénica e a composição.

Para além de pioneiro da fotografia etnográfica e social, foi igualmente precursor da fotografia científica.

A obra de Christiano Júnior denota uma forte preocupação histórica e cultural, que o destaca dos restantes fotógrafos da época, constituindo um importante acervo documental para o conhecimento do Brasil e da Argentina do seu tempo, que deixou retratada em exposições e álbuns, tornando-se numa referência incontornável para a reflexão sobre a História Social da América Latina.

O destaque da sua obra levou-o a marcar presença em importantes eventos da época, como a Exposição Internacional do Porto, em 1865, que marcou a inauguração do Palácio de Cristal, e a Exposição Universal de Paris, em 1878.
GaCS/DRC