“Movimento” de padres é um dos mais baixos de sempre na diocese de Angra

“Movimento” de padres é um dos mais baixos de sempre na diocese de Angra

25 de Julho, 2016 Não Por Igreja Acores

“Movimento” de padres é um dos mais baixos de sempre na diocese de Angra

Jul 25, 2016 | Destaque III

“Movimento” de padres é um dos mais baixos de sempre na diocese de Angra

O bispo de Angra anunciou esta segunda feira novas nomeações no âmbito da Diocese

O ano pastoral diocesano que começa no primeiro fim de semana de outubro vai ter algumas novidades que decorrem do decreto episcopal que define as colocações dos sacerdotes nas paróquias e serviços diocesanos.

O documento a que o Sítio Igreja Açores teve acesso esta segunda feira, data do dia 22 de julho e dá conta do movimento de sacerdotes quer nas paróquias, quer nos serviços quer ainda nos movimentos.

A principal alteração prende-se com a nomeação do novo ecónomo, (ouvidor da Terceira), Cónego António Henrique Pereira, que irá substituir o Cónego Adriano Borges, nomeado reitor do Santuário diocesano do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em São Miguel. Nomeações que implicam uma alteração na direção do Serviço Diocesano de Apoio à Evangelização e Catequese, outra a nível paroquial, nomeadamente no curato de São Carlos, na ilha Terceira e outra, ainda, na estrutura docente do Seminário Episcopal de Angra, no que respeita à lecionação das disciplinas de História.

Assim, e de acordo com o decreto episcopal, o Cónego Ângelo Valadão foi nomeado Diretor do Serviço Diocesano de apoio à Evangelização, Catequese e Missões, Professor da cadeira de «Documentos Conciliares» no Seminário Episcopal de Angra, e Vigário Paroquial de São Pedro para o Curato de São Carlos.

Ainda ao nível dos serviços, destaque para a nomeação do Pe José da Encarnação Cabral (até agora delegado em São Miguel do Serviço Diocesano da Pastoral das Comunicações Sociais da Igreja) como responsável pela implementação do Programa Informático de Paróquias e Diocese. O sacerdote, que passará a residir na ilha Terceira, ficará igualmente como professor de EMRC na Escola BI Tomás Borba em Angra do Heroísmo, dando colaboração pastoral na paróquia da Ribeirinha da Terceira.

Na sequência da saída do Cónego Adriano Borges do Seminário foram ainda nomeados o Pe Cipriano Pacheco como professor de História da Igreja Medieval, no Seminário Episcopal de Angra, acumulando com a cadeira de História da Filosofia, dando colaboração pastoral nas paróquias das Lajes e Vila Nova e o diácono Martins do Carmo como professor de História da Igreja Antiga, no Seminário Episcopal de Angra, acumulando com as cadeiras de Latim e Patrologia. Ainda no domínio da docência foi nomeada uma nova professora da cadeira de Arte e Património para o Seminário de Angra, Marta Bretão Correia.

Ao nível de ouvidorias e do movimento de sacerdotes, destaque para as alterações na estrutura sacerdotal da ilha Terceira e na de São Miguel. O atual reitor do Santuário da Serreta, Cón. Manuel Carlos, foi nomeado pároco das Doze Ribeiras, serviço que acumula com a paróquia da Serreta e a Capelania do Hospital de Santo Espírito, da Ilha Terceira.

Na zona pastoral do Ramo Grande registam-se também algumas alterações com a nomeação do pe Marcos Miranda, como pároco de Santa Luzia e Santa Rita, na Praia da Vitória, e assistente da Junta de Núcleo da Terceira do Corpo Nacional de Escutas. O Pe Emanuel Valadão Vaz foi nomeado pároco da Vila Nova e administrador paroquial das Lajes, até à nomeação do novo pároco, sendo o responsável dos Padres do Prado em Portugal. Já o pe José Francisco Correia de Sousa foi nomeado Bibliotecário do Seminário Episcopal de Angra, continuando como Arquivista da Cúria Diocesana.

Ainda na ilha Terceira, os padres Fernando Mota, José Francisco Lopes e António Lopes, da Ordem dos Frades Menores foram nomeados Capelão da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, Reitor da Igreja daquela Misericórdia e Capelão do Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo, respetivamente, com residência no Convento Franciscano, em Angra, de acordo com o Ministro Provincial da Ordem Franciscana em Portugal.

O futuro novo sacerdote, Pedro Lima, que será ordenado no dia 3 de setembro, será nomeado vigário paroquial da Conceição de Angra, após a ordenação presbiteral, continuando pároco o Cónego Francisco Dolores.

Na ouvidoria de Ponta Delgada, o Mons. Cónego Augusto Cabral é dispensado do ofício de Reitor do Santuário de Santo Cristo, enquanto que o Pe Miguel Tavares é nomeado Capelão das Forças Armadas e de Segurança pelo Ordinário Castrense em Portugal, com licença do Bispo Diocesano, acumulando com o ofício de Pároco das paróquias de Ajuda, Pilar e Remédios da Bretanha, em São Miguel.

Na ouvidoria da Ribeira Grande, é dispensado do oficio de pároco da Ribeira Seca o Pe Norberto Pacheco e na ouvidoria das Capelas é nomeado pároco dos Fenais da Luz o Pe Ricardo Tavares. Na ouvidoria de Fenais da Vera Cruz, o atual ouvidor, pe Carlos Simas, foi nomeado administrador paroquial da Maia e Porto Formoso, com a colaboração dos Padres Dehonianos, até à nomeação do novo pároco, continuado como pároco da Lomba da Maia e S. Brás e Ouvidor de Fenais de Vera Cruz.

O pe Nelson Vieira foi dispensado do ofício de pároco da Maia e do Porto Formoso para prosseguir estudos em Teologia Sistemática, na Pontifícia Universidade Gregoriana, com residência no Pontifício Colégio Português em Roma.

É na ouvidoria da lagoa que se regista o maior número de alterações com a saída do responsável Pe Pedro Coutinho. Os padres Agostinho Mendes (Moderador) e José David Vieira, ambos da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, são nomeados párocos in solidum de Livramento e Cabouco, de acordo com o Provincial dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos) em Portugal.

Nas restantes paróquias, serviços e movimentos mantèm-se os sacerdotes em funções.

Fonte: Igreja Açores