Rodrigo Oliveira inicia hoje visita oficial ao Havai

Rodrigo Oliveira inicia hoje visita oficial ao Havai

2 de Junho, 2016 Não Por Azores Today

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas inicia hoje uma visita oficial ao Havai, arquipélago que foi um importante destino da emigração açoriana, em especial na segunda metade do século XIX, e onde reside atualmente uma vasta comunidade de descendentes de Açorianos.

Rodrigo Oliveira desloca-se ao Havai a convite da Portuguese Association of Maui para representar o Governo dos Açores na cerimónia de inauguração do Heritage Hall, uma estrutura que visa preservar a cultura e o legado dos portugueses no Havai.

O Heritage Hall, que resulta de uma parceria entre a Portuguese Association of Maui e a Maui Puerto Rican Association, integra um espaço multiusos comum e um centro cultural de cada associação, incluindo o centro português, uma biblioteca infantil, uma exposição de peças trazidas pelos imigrantes dos Açores e áreas de aprendizagem de História e das origens culturais da emigração portuguesa para o Havai, na sua grande maioria Açorianos e Madeirenses.

No inicio da visita a este arquipélago do Pacífico, Rodrigo Oliveira reúne-se quinta-feira, 2 de junho, com o Governador do Havai, David Ige, na capital do Estado de Honolulu, e, no dia seguinte, com o Mayor do Condado de Maui, Alan Arakawa, encontros que visam fortalecer os laços institucionais entre ambos os arquipélagos.

Nesta deslocação, o Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas vai também visitar e reunir com diversas instituições culturais de origem açoriana no Havai, como é o caso da Igreja do Espírito Santo, em Kula, construída em 1905 por Açorianos, e a Irmandade do Espírito Santo de Punchbowl, bem como o Portuguese Genealogical & Historical Society of Hawaii.

A emigração açoriana em larga escala para as então denominadas ilhas Sandwich teve o seu início no último quartel do século XIX, tendo emigrado para este arquipélago do Pacífico muitos milhares de Açorianos para trabalhar nas culturas da cana do açúcar, café, batata doce e fruta, num fluxo migratório que terminou na primeira década do século XX.

Ao longo de várias gerações, os Açorianos aliaram o seu vasto património cultural com os costumes do povo do Havai e de outros que para ali emigraram, legado que permanece visível até aos dias de hoje, por exemplo, ao nível da gastronomia, com a massa sovada, conhecida como ‘sweet bread’, e as ‘hawaiian malasadas’, da religiosidade, com o culto do Espírito Santo, assim como na construção das casas em pedra vulcânica, introduzida também pelos Açorianos, e nos inúmeros nomes de família portugueses.

GaCS/SsRPRE