Artes plásticas, instalações e exposições coletivas no Azores Fringe

Artes plásticas, instalações e exposições coletivas no Azores Fringe

1 de Junho, 2016 Não Por Azores Today
Cláudia Furtado na Expo Fringe, Banco de Artistas, Faial. Foto de Nelson Silva.

Cláudia Furtado na Expo Fringe, Banco de Artistas, Faial.
Foto de Nelson Silva.

O festival internacional de artes Azores Fringe apresenta várias exposições nesta sua quarta edição. Apresenta o trabalho fotográfico de Pedro Silva, a abrir dia 1 de Junho na Gare Marítima da Madalena, Pico, a pintura de Manoel Costa, na Biblioteca Municipal de São Roque do Pico, uma exposição a solo intitulada “De lava, vinhos e almas” e duas grandes exposições coletivas, que se encontram na Câmara Municipal da Madalena e no Banco de Artistas na Horta, Faial.

A Expo Fringe, na ilha azul, abriu no dia 31 de maio com a presença da jovem galardoada Cláudia Furtado, que nasceu na ilha do Faial e tem Licenciatura de Artes Plásticas, pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. Desenho, escultura e pintura são as suas áreas de maior intervenção. Para esta exposição, apresenta trabalho fotográfico de obras esculpidas com vários materiais comuns. “Integrar meus trabalhos no Fringe com outros artistas nacionais e internacionais é uma oportunidade de dar valor ao nosso trabalho e mais visibilidade em geral,” diz a artista. “E espero que cada vez mais se faça deste tipo de eventos na minha ilha.”
Pieter Adriaans é Holandês mas faz da ilha de São Jorge sua casa. Horizontes é a sua exposição de pintura patente no festival. “Estas obras são o reflexo das minhas viagens solitárias no mar. Depois de semanas de viagem, o mar se transforma em um lugar místico, tal como na pintura,” diz o artista.
A instalação de Rocio Matosas (Uruguai), criada de raiz com materiais achados na ilha do Faial, também faz parte da Expo Fringe até ao final de Junho, assim como a mostra de uma série de 15 esculturas.
O Banco de Artistas é o antigo edifício do Banco de Portugal localizado na cidade da Horta, Faial, e aberto ao público de terça a domingo, das 16h às 19h. Aqui, também se encontram os trabalhos de ilustração das artistas Vera Bettencourt (Graciosa), Vânia Magalhães (Lisboa) e Marta Nunes (Alentejo).
A exposição colectiva na Câmara Municipal da Madalena tem participação de 18 artistas de varias ilhas, regiões de Portugal e outros países como Alemanha, Brasil e Itália. A expo estará aberta de 1 a 30 de Junho, de segunda a sexta, das 09h às 17h e durante os eventos, que inclui no dia 30 de junho pelas 20h30 a oportunidade do público apreciar a exposição a ser desmontada pelos artistas, enquanto a Orquestra do Centro de Formação Artística da Madalena apresenta o concerto de encerramento com a participação do Coro Infanto-Juvenil da Escola Cardeal Costa Nunes. Vamos ao Fringe! www.azoresfringe.com