"FEIRA QUINHENTISTA DA RIBEIRA GRANDE TEM TUDO PARA SE AFIRMAR NO PANORAMA NACIONAL"

"FEIRA QUINHENTISTA DA RIBEIRA GRANDE TEM TUDO PARA SE AFIRMAR NO PANORAMA NACIONAL"

13 de Julho, 2015 Não Por Azores Today

11741025_989121431127643_4148672822044500957_oFazer da Feira Quinhentista da Ribeira Grande um cartaz turístico a nível nacional é o propósito assumido por Alexandre Gaudêncio na conferência de Imprensa de apresentação do evento que este ano se realiza de 16 a 19 do corrente.

“A Feira Quinhentista da Ribeira Grande começa a ter projeção no continente português. Este ano vamos ter, pela primeira vez, a presença de artesãos continentais que vêm à nossa feira a expensas próprias, seduzidos pelo feedback positivo que receberam do ano anterior”, disse Alexandre Gaudêncio.

O autarca destacou também o “impacto positivo que a Feira Quinhentista gera na economia local”, registando-se uma forte adesão dos comerciantes à exploração das barracas. Este ano são mais de trinta as barracas espalhadas ao longo do recinto da feira, seja de comes e bebes ou de artesanato.

A sexta edição da Feira Quinhentista é a primeira que se realiza com periodicidade anual e a primeira a contemplar quatro dias consecutivos de animação. “A aposta em mais um dia de feira resulta do sucesso que foi a edição do ano passado e vai permitir gerar mais lucro aos empresários locais que se associam ao evento”, justificou o edil.

Alexandre Gaudêncio entende que a Feira Quinhentista da Ribeira Grande, este ano subordinada ao tema “Os Descobrimentos”, tem “tudo para se tornar uma das melhores do país, para além de já ser única nos Açores”, apontou.

Este ano a animação central estará a cargo da Viv’Arte, acompanhada por mais seis grupos do continente português e reforçada com sete grupos locais que, cada vez mais, aderem em maior quantidade. Cerca de trezentos figurantes deverão marcar presença nos cortejos diários.

Ao longo dos quatro dias de Feira Quinhentista, subordinada ao tema “Os Descobrimentos”, quem visitar a Ribeira Grande poderá presenciar eventos ligados ao planeamento da descoberta, povoamento dos Açores ou as viagens marítimas para África, Japão e Índia.

Durante toda a feira haverá animação itinerante, recriações históricas e artes performativas, personagens, rábulas e estórias, música e dança, para além dos tradicionais cortejos da fidalguia, banquetes e a habitual ceia manuelina, este ano agendada para as 21.00 horas de sábado, 18 de julho, no restaurante Alabote. Os bilhetes estão à venda no local e no posto de turismo da Ribeira Grande.

Em face de toda esta envolvência que deverá juntar cerca de vinte mil visitantes na Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio não tem dúvidas: “Esperamos que esta seja a melhor Feira Quinhentista de sempre, evento que permitirá reforçar a divulgação da Ribeira Grande no exterior, na linha do que já sucedeu com o Festival de Balões de Ar Quente e outros eventos que irão acontecer ao longo do verão na cidade e no concelho”, referiu.

A Feira Quinhentista é uma festa única nos Açores que recria o ambiente vivido em 1507, altura em que El-Rei D. Manuel I atribuiu a Carta de Foral à Ribeira Grande, elevando o lugar a vila. Vai transformar as ruas e praças entre o Largo de Santo André, Passeio Atlântico, Travessa do Aresta e Largo East Providence num ambiente muito próximo daquele em que se vivia há cerca de 500 anos.

Fonte: Câmara Municipal Ribeira Grande