Cerimónia de hasteamento da bandeira “Praia Acessível” na Pria da Vitória

Cerimónia de hasteamento da bandeira “Praia Acessível” na Pria da Vitória

10 de Julho, 2015 Não Por Azores Today

_MG_9539“O acesso de pessoas com mobilidade reduzida às nossas zonas balneares é essencial à promoção da qualidade de vida”, defendeu Osório Silva

 O vereador da Coesão Rural, das Infraestruturas e Mobilidade do Município praiense considera fundamental a criação de condições que permitam um maior acesso das pessoas com mobilidade reduzida às zonas balneares do Concelho, contribuindo para a promoção da sua qualidade de vida. A ideia foi transmitida no âmbito da cerimónia de hasteamento da bandeira “Praia Acessível”, que decorreu na tarde de quinta-feira, 09 de julho, na Zona Balnear da Praia Grande.

“O investimento realizado pela Autarquia nestes locais visa a promoção do bem-estar e o aumento da qualidade de vida das pessoas com necessidades especiais, permitindo a criação de novas experiências em meio aquático”, referiu.

“São três as zonas balneares que reúnem estas condições, nomeadamente Porto Martins, Praia Grande e Biscoitos, com vista à diversificação de locais onde as pessoas com deficiência podem usufruir da época de verão”, disse.

“Esta iniciativa está integrada num conjunto de medidas que visam a valorização do Concelho, contribuindo para a sua dinamização”, concluiu.

O hasteamento da bandeira “Praia Acessível” contou com a participação da Associação de Pais e Amigos da Criança com Deficiência da Praia da Vitória (APACDPV).

Ricardo Ribeiro, representante da APACDPV, referiu que a inclusão de pessoas com deficiência passa não só pela integração das mesmas na comunidade, através dos Centros de Atividades Ocupacionais, mas também pela promoção de condições que permitam o acesso a todos os espaços, lúdicos ou comerciais.

A iniciativa “Praia Acessível, Praia para Todos”, que surgiu na sequência do Ano Europeu das Pessoas com Deficiência (2004), visa melhorar a acessibilidade das zonas balneares portuguesas a pessoas com mobilidade condicionada.

O projeto abrange as zonas balneares costeiras e interiores, cujas águas estejam classificadas como balneares e que possuam nadador salvador.

As zonas balneares, que reunirem as condições descritas na legislação em vigor, são galardoadas com uma bandeira que as qualifica como “Praias Acessíveis”.

Para receber a distinção de “Praia Acessível”, as zonas balneares devem possuir rampas de acesso à praia, ter estacionamento ordenado e reservado, ser de fácil acesso pedonal e possuir cadeiras anfíbias, que contribuem para o melhoramento das condições de mobilidade na água e em toda a área circundante.

As cadeiras anfíbias podem ser requeridas no Gabinete de Desporto da Autarquia, através do endereço de correio eletrónico: desporto@astp.pt.

Fonte: C. M. Praia da Vtória