ùltimas Notícias

Feira Criativa no próximo Fringe

Fringe quer apostar em Feira Criativa
Três edições do festival internacional de artes Azores Fringe já cá contam. Todos os anos artistas se apresentam, mostram trabalhos e alguns até mostram seus produtos únicos, originais e artesanais.
Gabriela Barata investiu ir da ilha de Santa Maria até ao Pico. Passou um fim de semana rodeada de artistas e teve a oportunidade de apresentar seus trabalhos com uma mostra dos produtos Desantamaria.
Gabriela Barata é Professora de Educação Física e massagista/terapeuta manual como profissão principal. Nas horas livres dedica-se à construção de artigos variados com utilidade prática do dia dia com materiais naturais encontrados nas praias da ilha de Santa Maria. Desde porta velas, saboneteiras, colares, brincos, porta-chaves. Mais recentemente dedicou-se à cosmética natural utilizando as plantas, algas, mel, frutas, argila da ilha de Santa Maria para a produção de sabonetes, óleos, sais, bálsamos e pomadas.
Foi uma experiência muito gratificante poder participar no Fringe, poder partilhar o meu conhecimento pessoal e profissional com outros artistas portugueses e estrangeiros e levar a Ilha de Santa Maria, mais longe.” diz Gabriela Barata.
A sua participação no Fringe mostrou a necessidade de se criar uma Feira Criativa onde os artistas podem apresentar seus produtos e também os vender
 
Terry Costa, diretor artístico da MiratecArts, a entidade organizadora do Azores Fringe, deseja apostar numa Feira Criativa, mas acredita que esta é uma área necessária de investimento para desenvolver mais comércio à volta da arte e produtos artesanais. “Será necessário muito mais investimento seja de entidades comerciais ou entidades públicas que sabem muito bem os custos por detrás de apresentar uma feira,” diz Terry Costa, “mais e mais está se vendo que é necessário este investimento. Durante o Azores Fringe seria muito mais valia para todos os participantes. Já temos a oportunidade de muitos criativos se juntarem durante o Fringe, trabalhar para que a Feira Criativa aconteça em um destes fins de semana Fringe seria a cereja no topo do bolo.”
 
Assim, MiratecArts vai criar uma ficha de participação dedicada à Feira Criativa para mostrar que existe entidades, artistas e artesãos interessados em alimentar um espaço destes. “Acho que isso não vai ser difícil de mostrar,” adiciona Terry Costa, “o mais difícil é encontrar capital para pagar os custos de montar a Feira Criativa.” Assim a associação cultural apela a entidades que tenham interesse de apoiar para contactarem directamente. O Azores Fringe Festival acontece no mês de Junho. Propostas de participação são aceites de Setembro a 1 de Janeiro. Todos os detalhes se encontram no site www.azoresfringe.com 

Ver também

Lamentos de um poeta prisioneiro no seu próprio lar de Victor Rui Dores – Tanslated by Katharine Baker

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)