ùltimas Notícias

ALEXANDRE GAUDÊNCIO QUER CONTINUAR A DESENVOLVER A RIBEIRA GRANDE

“Desenvolver o nosso concelho numa rota que permita orgulhar os nossos concidadãos, sermos cada vez mais reconhecidos e, assim, trazermos mais pessoas a nos visitar” são algumas das premissas elencadas por Alexandre Gaudêncio para continuar a projetar a Ribeira Grande para um futuro mais risonho.

O presidente da Câmara Municipal vincou estas ambições na sessão solene comemorativa do 34.º aniversário de elevação a cidade, durante a qual manifestou a intenção de “gerar mais economia no concelho, essencial para a criação de mais emprego, tão necessário nos nossos dias.”

A aposta na criação de mais emprego assenta num conjunto de “projetos estruturantes” que a autarquia está a estudar e onde se destacam a “requalificação da orla marítima da cidade, o aproveitamento do calor geotérmico para fins industriais, comerciais e de lazer, ou a criação de serviços de apoio à população, em especial nas freguesias que estão a perder população.”

Alexandre Gaudêncio pretende, igualmente, “captar mais investimento privado” com enfoque no setor do turismo, dando seguimento ao plano estratégico já definido para essa área, plano que destaca as potencialidades do concelho e paisagens paradisíacas que ajudam a colocar a Ribeira Grande como uma referência nos locais a visitar nos Açores.

O edil destacou que para a Câmara a que preside o “lucro é a felicidade das pessoas” e é por isso que a autarquia “vem desenvolvendo um conjunto de ações para que o dia a dia dos ribeiragrandenses seja cada vez melhor, tentando deixar as novas gerações um futuro mais risonho.”

É por isso que não se conforma com o encerramento noturno do centro de saúde da Ribeira Grande, apelando novamente ao governo regional para que “reconsidere urgentemente esta medida e não continue a desmantelar aquele espaço”, mostrando-se preocupado com a “contínua perda de serviços básicos de auxílio à população”.

Na sessão solene comemorativa do 34.º aniversário de elevação da Ribeira Grande a cidade foram agraciados com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro, os empresários António Moniz e Eduardo Ferreira, o historiador Hermano Teodoro e a instituição Casa do Povo da Ribeirinha.

A todos, Alexandre Gaudêncio agradeceu “reconhecidamente todo o trabalho e empenho pessoal que dedicaram aos vossos projetos”, realçando que “são casos de sucesso, de orgulho e exemplo para os mais novos”, deixando a porta aberta à continuidade do trabalho que Hermano Teodoro estava a realizar ao nível da candidatura da classificação das Cavalhadas de São Pedro a Património Imaterial da Humanidade.

A cerimónia encerrou com a atuação de Lino Cordeiro que subiu ao palco do Teatro Ribeiragrandense acompanhado pela banda 7 On Jazz. Lino Cordeiro apresentou doze temas inéditos com música e letra de sua autoria numa viagem musical que foi desde o jazz ao blues, passando pelo gospel.

Fonte: Câmara Municipal Ribeira Grande

Ver também

Lamentos de um poeta prisioneiro no seu próprio lar de Victor Rui Dores – Tanslated by Katharine Baker

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)