Isabel Rodrigues enaltece trabalho das instituições no intercâmbio cultural e geracional

Isabel Rodrigues enaltece trabalho das instituições no intercâmbio cultural e geracional

11 de Junho, 2015 Não Por Azores Today

A Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares enalteceu o trabalho desenvolvido pela Escola Básica e Secundária e pela Associação Cultural de S. Roque do Pico nas iniciativas que promovem o intercâmbio cultural e geracional junto das comunidades.

Isabel Rodrigues falava no ‘Banquete Medieval’ promovido pelas duas instituições, em parceria com a Pousada de Juventude do Pico, que reuniu terça-feira à noite mais de duas centenas e meia de pessoas no Claustro do Convento de S. Pedro de Alcântara.

Para a Secretária Regional, este evento “reflete o envolvimento de diversos atores da comunidade educativa e das instituições locais na vida da escola, aproximando encarregados de educação, alunos, professores e instituições da vida na comunidade”.

Isabel Rodrigues salientou que, sendo a educação um dos pilares do desenvolvimento, “a participação de todos estes atores é essencial para o sucesso deste processo”.

O evento, para além de uma reconstituição histórica, incluiu recitais de poesia e momentos musicais, considerando a Secretária Regional que se assistiu “ao encontro de várias gerações e à implementação de dinâmicas que contribuem para estreitar as relações entre a escola e a comunidade envolvente”.

Este ‘Banquete Medieval’ contou também com a participação de mais de duas dezenas de alunos, pais e professores da Escola Judith Duarte de Oliveira, da cidade brasileira de Itajaí, que se encontram no Pico no âmbito de um programa de intercâmbio, apoiado pelo Governo dos Açores, com a EBS de S. Roque.

A Secretária Regional dirigiu uma saudação especial a este grupo proveniente de um Estado brasileiro com uma forte marca da ascendência açoriana, salientando que “vieram à procura de aprofundar o seu conhecimento sobre o nosso arquipélago, mas também nos trouxeram a sua cultura e as suas tradições”.

“Eventos como este são contributos essenciais para o enriquecimento pessoal de cada um de nós, cidadãos, mas que, sobretudo, permitem aprofundar parcerias entre as diversas organizações sociais que estão presentes numa comunidade”, frisou Isabel Rodrigues.

GaCS/SF