Português chega ao Canadá com 182 dólares e hoje tem empresa avaliada em 70 milhões

Português chega ao Canadá com 182 dólares e hoje tem empresa avaliada em 70 milhões

27 de Maio, 2015 Não Por Azores Today

Emigrou-com-182-640x357Isidro Flores, um português de Vancouver, na costa leste do Canadá, imigrou para o país norte-americano há 40 anos com apenas 182 dólares no bolso e hoje tem uma empresa avaliada em dezenas de milhões de dólares.

 Proveniente de São Sebastião (Açores), Isidro Flores, de 61 anos, imigrou para o Canadá aos 24 à procura de uma vida melhor, levou no bolso apenas 182 dólares canadianos (140 euros).camião_2-final416444aa_400x225

 Ao chegar ao Canadá, ingressou no mercado laboral da construção civil, e há 15 anos decidiu criar a Concord Concrete Pumps, uma empresa que produz camiões equipados com bombas de betão.

 Fruto da experiência no ramo da construção, Isidro Flores decidiu avançar naquela indústria, fazendo concorrência a gigantes alemães e italianos, que há mais de cinquenta anos lideram aquele mercado.

CONCORD-FF-WOC-2015-SS-1-845x321 “Na altura só havia duas empresas que fabricavam aquele tipo de veículos. Pensei que construir máquinas desta natureza seria como dar uma segunda oportunidade a muitos trabalhadores, especialmente à comunidade portuguesa, que é envolvida em muito deste trabalho (construção civil)”, disse o empresário à Lusa.

 Referindo que “o preço das máquinas não era acessível”, explicou que, enquanto fabricante, quis reduzir o preço, “dando mais oportunidades àquelas empresas”.

 A Concord está neste momento a construir a maior máquina para os Estados Unidos, ou seja “a maior máquina em termos mundiais”, que, segundo a crítica dos profissionais do setor, disse, “é a mais potente, aquela que oferece mais segurança e qualidade”, competindo contra o hegemonia alemã e italiana.

 A sede da companhia está localizada em Port Coquitlam, a 30 quilómetros de Vancouver, contando com 60 empregados. A fábrica principal está localizada em Gyeongsangnam-do, na Coreia do Sul, tendo nos seus quadros 150 operadores.

 A fábrica na Ásia serve atualmente mercados como a Jordânia e Austrália, sendo que a empresa situada na Colúmbia Britânica serve todo o mercado norte-americano e México e ainda o Brasil.

 Isidro Flores disse ainda que não tem dúvidas de que a sua empresa é também hoje em dia “muito competitiva, tanto para o mercado português como para o europeu”.

“Como a Concord apenas existe há 15 anos, embora seja um produto com qualidade, ainda não é conhecida comparativamente com empresas que estão no mercado há cinquenta ou sessenta anos”, realçou.

 Em termos de futuro, o luso-canadiano disse que pretende dentro de dois anos “liderar o mercado dos Estados Unidos”.

 A Concord Concrete Pumps produz mensalmente 12 máquinas, cerca de 100 por ano. O maior veículo está dotado com uma superbomba que tem um alcance de 62 metros. A matéria com que são fabricadas as bombas de betão é importada da Suécia (ferro) e os componentes hidráulicos da Alemanha.

 Sob o lema de ajudar o próximo, o empresário Isidro Flores está atualmente a auxiliar 15 crianças carenciadas de países como o Brasil, Índia, Cambodja e Indonésia, apoiando-as com subsídios ao longo do ano.

 Por Sérgio Mourato, da agência Lusa