Rodrigo Oliveira afirma que trabalho com a juventude europeia garante futuro das próximas gerações (Com Som)

Rodrigo Oliveira afirma que trabalho com a juventude europeia garante futuro das próximas gerações (Com Som)

23 de Maio, 2015 Não Por Azores Today

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas afirmou hoje, em Ponta Delgada, que é “imprescindível à construção europeia” um trabalho das instituições comunitárias mais próximo da juventude, que permita “auscultar as suas preocupações, aprender com as suas experiências e interpelá-la a novos desafios”.

Para Rodrigo Oliveira, “só através deste trabalho de proximidade se garante o futuro das próximas gerações e uma Europa fiel aos princípios da solidariedade, da coesão e da subsidiariedade”.

Rodrigo Oliveira falava na abertura da Reunião Plenária da Primavera da Youth Regional Network, que considerou ser uma das mais importantes iniciativas da Assembleia das Regiões da Europa.

“Mais do que proporcionar uma viagem e convívio a vários jovens europeus, permite o conhecimento de uma região a mais de 60 participantes, entre os 15 e os 30 anos, oriundos de várias regiões da Europa que discutem os problemas das suas regiões, mas também questões transversais à juventude europeia”, frisou.

Nesse sentido, salientou questões como “o emprego, o futuro, o desenvolvimento, os valores sociais ou a economia que queremos para a Europa”, destacando também a importância de “uma Europa aberta às migrações, consciente da importância que a multiculturalidade e a interculturalidade trazem para o progresso das nações”.

O Subsecretário Regional frisou que os jovens atuais serão, no futuro, os responsáveis dos seus governos locais, regionais e nacionais, deputados e comissários europeus, entre outras responsabilidades e formas de intervenção, frisando que a decisão sobre estas questões “está nas mãos deles”.

Na sua intervenção, Rodrigo Oliveira fez uma apresentação geral sobre os Açores, em especial sobre os poderes políticos e legislativos da Região, bem como sobre os órgãos de governo próprio e evolução da Autonomia, que considerou ser “um exemplo para muitos países europeus da relevância e benefícios da existência de um poder regional forte, através dos resultados que se obtiveram ao longo das ultimas quatro décadas e da proximidade do poder em relação às populações”.

O Subsecretário Regional referiu também o estatuto e características das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia, que considerou serem “um exemplo da diversidade europeia mas, acima de tudo, da necessidade de a União Europeia adaptar as suas políticas às características territoriais das suas regiões”.

Rodrigo Oliveira recordou ainda a ação do Governo dos Açores na Assembleia das Regiões da Europa, destacando, entre as iniciativas realizadas no arquipélago, como a Assembleia Geral Anual ou a Universidade de Verão, os vários anos em que os Açores estiveram na presidência do programa Eurodisseia, “uma iniciativa das regiões da Europa que continua a proporcionar a dezenas de Açorianos uma experiência de estágio profissional num outro país e região da Europa, com tudo o que de positivo, a nível profissional e pessoal, que esta experiência traz ao jovem, mas também aos Açores”.

“Tanto a Rede Regional de Juventude como o Programa Eurodisseia são, efetivamente, pilares prioritários da presença do Governo dos Açores na Assembleia das Regiões da Europa, precisamente porque são iniciativas que permitem a internacionalização de experiências, a troca de boas práticas e a consolidação do espírito europeu dos jovens Açorianos”, afirmou Rodrigo Oliveira.
GaCS/SM/SsRPRE