contador gratuito
Domingo , 25 Fevereiro 2018

Bolieiro elogia progresso do Livramento no Dia da Freguesia

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, esta segunda-feira, na cerimónia solene de comemoração do Dia da Freguesia de Livramento, saudou “o povo do Livramento, o lugar e a instituição/freguesia”.
“É para mim uma distinção estar aqui a celebrar o povo, as pessoas e as instituições. Mesmo sob o ponto de vista democrático, é minha profunda convicção poder estar junto das pessoas e das instituições, que são a melhor representação democrática da proximidade entre o eleito e o eleitor. É no fundo isto que representa o poder local”, realçou o Autarca.
José Manuel Bolieiro também falou da evolução desta freguesia: “Hoje, o Livramento é uma freguesia apetecível, porque cativa pessoas. É uma freguesia do perímetro urbano, porque tem dinâmica económica e empresarial. Porque tem serviços e instituições, seja na área da educação ou da saúde, que fazem desta freguesia um lugar de distinção e de proximidade de serviços à população. Mas tudo isto não caiu do céu. Foi o resultado do trabalho competente do próprio povo e das instituições que o representam”.
“O Livramento está de parabéns por se ter institucionalizado como freguesia e por ter tido uma capacidade de desenvolvimento e de progresso que, hoje, o distingue no universo das freguesias do Concelho de Ponta Delgada, de São Miguel e dos Açores. Parabéns, não só porque faz anos, mas também porque alcançou o que alcançou no benefício das pessoas”, salientou o Presidente da Câmara Municipal.
O Presidente do maior Município dos Açores ainda aproveitou para “deixar uma palavra aos eleitos, de gratidão e de reconhecimento do mérito. Algo que é essencial em democracia, mas na política raramente está presente”.
José Manuel Bolieiro acrescentou que “os autarcas das freguesia são aqueles que nunca se candidataram por causa do cargo, do louvor, nem de compensação remuneratória. São aqueles que abdicaram de tempo para a sua família e para o seu lazer, inquietando-se com os problemas do seu povo. São a face dourada da democracia. É por isso que expresso a minha gratidão à Junta de Freguesia do Livramento por marcar esta data, homenageado aqueles antecederam ao atual executivo e potenciaram, pela sua ação, o reconhecimento deste lugar”.
Nem sempre a “administração Regional Autónoma, no que diz respeito à relação com o poder local e às juntas de freguesia, está sempre pronta a ajudar no cumprimento desta missão. Mas apesar de tudo, se há desenvolvimento em Portugal, coesão social e coesão territorial, alcançada no regime democrático, ela deve-se sobre tudo ao poder local. Porque foi o poder local, mesmo sob ajuda externa do País, aquele melhor cumpriu os objetivos nacionais”, referiu o responsável Autárquico.
Nesta cerimónia, que serviu para assinalar os 79 anos da elevação do Livramento a Freguesia, o Presidente de Junta, Manuel António Botelho Soares, não só agradeceu a presença do Presidente do Município de Ponta Delgada, que “prova que a política de descentralização e investimento nas freguesias é seguida pela Autarquia”, como também saudou “todos os homenageados, que em tempos diferentes, se dedicaram a esta causa pública e demonstraram ser cidadãos de mérito”.
O Presidente da Junta do Livramento, durante a sua intervenção, ainda afirmou que está empenhado na promoção do desenvolvimento da freguesia e apelou à “união de esforços para a recuperação do património e requalificação da orla costeira”
Por outro lado, João Pedro Machado Lopes, Presidente da Assembleia da Junta de Freguesia do Livramento abriu e encerrou esta cerimónia que homenageou Carlos Cordeiro da Ponte, José Manuel Pedro Medeiros, Albano Botelho dos Santos e Luís Alberto de Sousa Cordeiro, “homens que ajudaram a construir o Livramento como ele é hoje e, que independentemente da sua cor política, fizeram desta uma grande freguesia de Ponta Delgada”.

Livramento

Fonte: C. M. de Ponta Delgada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *