A Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Divisão do Património Móvel e Imaterial e Arqueológico da Direção Regional da Cultura, promove segunda-feira, 4 de dezembro, no Palacete Silveira e Paulo, em Angra do Heroísmo, a realização da terceira e última conferência do ciclo “Arqueologia: Velhos Desafios, Novas Perspetivas”,

Esta conferência, que terá início pelas 18H30, conta com a presença da arqueóloga Maria da Conceição Lopes, que vai abordar o tema “Arqueologia da Paisagem ou a Materialização do Invisível”.

A arqueologia da paisagem é uma disciplina que tem por objeto de estudo as paisagens humanizadas, ou seja, interpretar e documentar as interações, alterações, adaptações e condicionantes das populações que viveram em determinado espaço e em determinada época histórica.

É uma vertente da arqueologia que surge no Reino Unido nas décadas de 70 e 80 do século XX, por arqueólogos como Ian Hodder, Daniel Miller, Christopher Tilley e Peter Ucko.

Atualmente, em Portugal, a Universidade do Minho oferece um Doutoramento em Arqueologia da Paisagem e do Povoamento.

Maria da Conceição Lopes, doutorada pela Universidade de Coimbra, onde leciona, é também professora auxiliar na Universidade de Coimbra, Coordenadora Científica do Centro de Estudos Arqueológicos das universidades de Coimbra e do Porto, além de Presidente da Direção da Associação ÁRKESIS.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.gov.pt.
GaCS/DRC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here