Curato de São Carlos celebra “Missa do Galito”

Curato de São Carlos celebra “Missa do Galito”

Dez 15, 2016 | Destaque III

Escuteiros e catequistas envolvidos numa missa dirigida às famílias

O Curato de São Carlos, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, volta a celebrar no próximo dia 24 de dezembro, pelas 18h00 e pelo quarto ano consecutivo a “Missa do Galito”.

Trata-se de uma vigília que segue a liturgia da primeira missa de Natal, que tradicionalmente se realiza à meia noite, mas que por envolver crianças da catequese que habitualmente não vão à missa do Galo devido ao horário, a paróquia decidiu antecipar.

“Convidamos as famílias e sobretudo as crianças a participar nesta celebração que lhes é particularmente dirigida” avançou ao Sítio Igreja Açores o Cónego Ângelo Valadão.

A iniciativa desenvolvida pelo seu antecessor mobiliza os jovens do curato de São Carlos, particularmente os que estão envolvidos nos escuteiros e na catequese.

“Os escuteiros são responsáveis pela animação litúrgica enquanto que os catequistas se preocupam com a organização do presépio”, refere ainda o sacerdote.

Durante esta vigília será realizado um presépio vivo envolvendo os alunos da catequese.

Na “missa”, as crianças representam cenicamente os vários quadros do nascimento de Jesus tal qual são relatados no Evangelho, desde a entrada de Maria ainda grávida até ao nascimento de Jesus.

Na diocese de Angra é o único lugar onde a Vigília de Natal tem este nome. Nesta quadra existem 4 missas: a vigília vespertina do dia 24, a Missa do Galo à meia noite desse mesmo dia; depois no dia de Natal ao alvorecer e, ainda, durante o dia.

De acordo com o missal romano a missa do Galo foi instituída no século V e segundo a tradição tem esse nome na medida em que à meia-noite do dia 24 de dezembro um galo teria cantado, anunciando a vinda do Messias.

Recorde-se que São Carlos vive estas festas, pela terceira vez, com o estatuto de Curato, obtido no ano passado. Um estatuto que lhe deu autonomia administrativa e financeira face à paróquia que integrava- São Pedro de Angra. Além da igreja “mãe” o Curato possui uma ermida contígua ao passal paroquial, cuja reconstrução terminou há 23 anos e onde se celebra a eucaristia, todos os sábados.

No Curato de São Carlos residem 1633 pessoas, distribuídas por 672 habitações. Além da Escola Padre Tomás de Borba, funcionam também neste lugar, diversas valências da Santa Casa da Misericórdia de Angra, nomeadamente a Escola Profissional do concelho de Angra.

Ler Mais em: Igreja Açores